Apoio social para idosos

As pessoas idosas com mais de 65 anos têm acesso a vários apoios, serviços e instituições que lhes permitem não só assegurar as necessidades básicas, como manter uma vida ativa e de qualidade em ambientes seguros e estáveis.

A informação nesta secção está organizada da seguinte forma:

Complemento solidário para idosos

Os idosos de baixos recursos que já tenham feito 66 anos e 5 meses de residência em Portugal, de baixos recursos, podem pedir o complemento solidário para idosos (CSI), um apoio pago mensalmente em dinheiro.

Consulte toda a informação sobre como pedir o complemento solidário para idosos.

Serviço de apoio domiciliário

A Segurança Social tem disponível um serviço que presta cuidados a famílias ou pessoas que se encontrem no seu domicílio, em situação de dependência física e ou psíquica e que não possam assegurar, temporária ou permanentemente, a satisfação das suas necessidades básicas e/ou a realização das atividades instrumentais da vida diária, nem disponham de apoio familiar para o efeito.

São exemplos deste serviço os cuidados de higiene pessoal e habitacional, o fornecimento e apoio nas refeições, atividades de animação e socialização e o transporte, entre outros.

Consulte toda a informação sobre como pedir o serviço de apoio domiciliário a pessoas idosas.

Estruturas residenciais

Existem alojamentos coletivos para idosos, de utilização temporária ou permanente, designados como estruturas residenciais (ou lares de idosos). Estas estruturas proporcionam serviços permanentes e adequados às necessidades das pessoas idosas, estimulando um envelhecimento ativo e criando condições de preservação da relação familiar e da integração social.

Consulte toda a informação sobre como pedir o apoio social de estruturas residenciais para pessoas idosas.

Acolhimento familiar

Existem famílias capazes de integrar pessoas idosas, temporária ou permanentemente, de modo a proporcionar-lhes um ambiente estável e seguro.

O acolhimento familiar pretende assim evitar ou retardar ao máximo o internamento das pessoas idosas em instituições, garantindo uma situação social, familiar e afetiva a pessoas idosas dependentes ou com perda de autonomia, que vivam isoladas e numa situação de insegurança.

Consulte toda a informação sobre como pedir o apoio social relativo a acolhimento familiar para pessoas idosas.

Centro de convívio

Os centros de convívio proporcionam atividades sociais, recreativas e culturais a pessoas idosas residentes numa determinada comunidade, incentivando à sua participação ativa nas dinâmicas organizadas por técnicos especializados.

A integração das pessoas idosas nos centros de convívio previne a solidão e o isolamento, incluem os idosos na vida social local e fomentam as relações interpessoais.

Consulte toda a informação sobre centros de convívio para pessoas idosas.

Centro de dia

Os centros de dia prestam um conjunto de serviços que contribuem para a manutenção do seu meio social e familiar, das pessoas com 65 e mais anos.

A integração das pessoas idosas nos centros de dia assegura a prestação de cuidados e serviços adequados às necessidades do utente, promove a sua autonomia e favorece a permanência da pessoa idosas no seu meio habitual de vida, ao desenvolver estratégias de autoestima e independência funcional, pessoal e social.

Consulte toda a informação sobre centros de dia para pessoas idosas.

Centro de noite

Os centros de noite funcionam em equipamentos de acolhimento noturno dirigido a pessoas idosas com autonomia que permaneçam no seu domicílio durante o dia e que, por vivenciarem situações de solidão, isolamento e insegurança, necessitam de acompanhamento durante a noite.

A integração das pessoas idosas nos centros de noite tem como objetivo acolher pessoas com autonomia durante a noite, assegurar o seu bem-estar e segurança e fomentar o seu meio habitual de vida.

Consulte toda a informação sobre centros de noite para pessoas idosas.

Centro de férias e lazer

O centro de férias destina-se à satisfação de necessidades de lazer e de quebra da rotina, essencial ao equilíbrio físico, psicológico e social das pessoas idosas.

A integração em centros de férias proporciona estadas fora da sua rotina de vida, contactos com comunidades e espaços diferentes, vivências em grupo, desenvolvimento do espírito de interajuda e incentivo à capacidade criadora e do espírito de iniciativa.

Consulte toda a informação sobre centros de férias e lazer para pessoas idosas.

Apoio social a emigrantes idosos carenciados

Os portugueses idosos que residam no estangeiro e se encontrem em situação de grande vulnerabilidade ou carência, devido à falta de respostas adequadas por parte das autoridades dos países de residência, podem ter direito a apoio social, individual ou familiar.

Consulte toda a informação sobre como pedir o apoio social para idosos carenciados em países fora da União Europeia.

Visita a Portugal para idosos carenciados residentes no estrangeiro

Qualquer cidadão português com 65 anos ou mais, residente fora da União Europeia, que não visite Portugal há mais de 20 anos e não tenha condições económicas para suportar a viagem, pode candidatar-se ao apoio para emigrantes idosos carenciados para estada de curta duração em Portugal.

Consulte toda a informação sobre como realizar a candidatura para apoio a emigrantes idosos carenciados para estada de curta duração em Portugal.