Medidas de apoio

Medidas de Apoio no âmbito da RNCCI

Com o objetivo específico de assegurar o descanso do cuidador informal, este pode beneficiar das seguintes medidas:

  • Referenciação da pessoa cuidada, no âmbito da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI), para unidade de internamento, devendo as instituições da RNCCI e da RNCCI de saúde mental assegurar a resposta adequada;
  • Serviços de apoio domiciliário adequados à situação da pessoa cuidada, nas situações em que seja mais aconselhável a prestação de cuidados no domicílio, ou quando for essa a vontade do cuidador informal e da pessoa cuidada.

Medidas de apoio a pessoas com deficiência e/ou incapacidade

Balcão da Inclusão. O Balcão da Inclusão tem como missão a informação e mediação especializada e acessível às pessoas com deficiência e/ou incapacidade, suas famílias, organizações e outros que direta ou indiretamente intervêm na área deficiência.  As principais temáticas são: acessibilidade; atendimento prioritário; atestado médico de incapacidade multiúso; benefícios fiscais; cultura, desporto e lazer; educação; emprego e formação profissional; estacionamento; habitação; intervenção precoce; modelo de apoio à vida independente; não discriminação; parentalidade; prestação social para a inclusão; produtos de apoio/ajudas técnicas; proteção social; saúde.

Centros de Apoio à Vida Independente. O Modelo de Apoio à Vida Independente – MAVI, materializa-se através da criação de Centros de Apoio à Vida Independente (CAVI), estruturas responsáveis pela disponibilização de assistência pessoal às pessoas com deficiência.

Assistência Pessoal. A assistência pessoal corresponde a um serviço especializado de apoio à vida independente, através do qual é disponibilizado apoio à pessoa com deficiência ou incapacidade para a realização de atividades que, em razão das limitações decorrentes da sua interação com as condições do meio, esta não possa realizar por si própria. Cabe à própria pessoa com deficiência ou incapacidade ou a quem a represente legalmente, a solicitação de assistência pessoal, através da manifestação formal de interesse, junto de um CAVI da sua zona de residência.

A assistência pessoal poderá ser disponibilizada em diversas áreas:

  • Atividades de apoio nos domínios da higiene, alimentação, manutenção da saúde e de cuidados pessoais;
  • Atividades de apoio em assistência doméstica;
  • Atividades de apoio em deslocações;
  • Atividades de mediação da comunicação;
  • Atividades de apoio em contexto laboral;
  • Atividades de apoio à frequência de formação profissional;
  • Atividades de apoio à frequência de ensino superior e de investigação;
  • Atividades de apoio em cultura, lazer e desporto;
  • Atividades de apoio na procura ativa de emprego;
  • Atividades de apoio à criação e desenvolvimento de redes sociais de apoio;
  • Atividades de apoio à participação e cidadania;
  • Atividades de apoio à tomada de decisão, incluindo a recolha e interpretação de informação necessária à mesma.​​​​​​​

Acessibilidades. A acessibilidade pode ser descrita como a característica de um ambiente, equipamento, produto, objeto ou serviço que lhe confere a possibilidade de assegurar a todos os seus potenciais utilizadores uma igual oportunidade de uso, de forma amigável e com dignidade e segurança. A garantia de acessibilidade constitui uma condição fundamental para a qualidade de vida das pessoas, sendo imprescindível para o pleno exercício dos direitos e dos deveres que são conferidos a qualquer membro de uma sociedade democrática no exercício da sua cidadania. Informações sobre o regime jurídico da acessibilidade, acessibilidade aos transportes, acessibilidade digital, programa “praia acessível para todos!” e design universal.

Medidas de apoio a pessoas com cancro

Liga Portuguesa Contra o Cancro. Atividades: Apoio ao doente oncológico e família, na promoção da saúde, na prevenção do cancro e no estímulo à formação e investigação em oncologia. Informação sobre Apoio: Social, Psicológico, Emocional, Jurídico, Médico-Pericial, Informativo e Ocupacional. Voluntariado em Oncologia e Educação para a Saúde. No apoio emocional destacam-se: grupos de auto-ajuda para Familiares de Doentes com Cancro; MovAplar - Movimento de Apoio a Laringectomizados; MAPO - Movimento de Apoio à Pessoa Ostomizada; Movimento Vencer e Viver - visa o apoio a todas as mulheres, familiares e amigos desde que é diagnosticado um cancro da mama. Rastreios. Direitos Gerais do Doente Oncológico.

Medidas de apoio a pessoas com comportamentos aditivos e dependências

SICAD - Serviço de Intervenção nos comportamentos aditivos e nas dependências. Permite a pesquisa de estruturas existentes de apoio na intervenção deste tipo de comportamentos. Modelos, respostas e intervenções.

Medidas de apoio a pessoas com dor crónica

Unidades de Dor em Portugal (brevemente será disponibilizada a lista destas unidades que se encontra em processo de atualização). Para uma melhor gestão da dor crónica, criaram-se Unidades de Dor. A equipa de saúde familiar ou a equipa de cuidados continuados pode ser contactada e referenciá-lo para a Unidade mais perto de si. Caso se encontre em contexto hospitalar pode ser também referenciado para a Unidade de Dor.