Procurar apoios para conseguir um emprego

O Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) tem várias medidas para ajudar as/os candidatas/os a emprego a entrar no mercado de trabalho.

As medidas incluem, por exemplo, apoios ao empreendedorismo, estágios, compensação para empregos com salário abaixo do subsídio de desemprego e apoios à integração de pessoas com deficiência e incapacidade.

Quem pode Procurar apoios para conseguir um emprego?

Quais os documentos e requisitos para Procurar apoios para conseguir um emprego?

  • Os requisitos e os documentos necessários variam em função do apoio. Para conhecer cada um deles em detalhe, consulte a página Apoios ao Emprego do portal do IEFP.

Como se pode Procurar apoios para conseguir um emprego?

O IEFP tem um conjunto de programas e medidas de emprego destinados a facilitar o acesso das/os desempregadas/os ao mercado de trabalho.

  1. Apoios ao empreendedorismo e criação do próprio emprego

Estes apoios apresentam medidas com diferentes objetivos:

  • Criação do próprio emprego

Apoia o desenvolvimento de projetos de negócio que permitam às pessoas que estão a receber o subsídio de desemprego criarem, para elas próprias, um emprego a tempo inteiro.

O que se faz é adiantar o pagamento das prestações do subsídio de desemprego que a pessoa ainda tenha por receber para que esse dinheiro seja usado para financiar o seu projeto.

  • Criação de empresas

Apoia projetos de criação de pequenas empresas ou cooperativas, com acesso a condições de crédito mais favoráveis (garantias e taxas de juro bonificadas).

  • Microcrédito

Apoia projetos de criação de empresas por pessoas com um perfil empreendedor mas que tenham especiais dificuldades de acesso ao mercado de trabalho. O apoio é dado através do crédito para implementar projetos que impliquem baixos valores de investimento e financiamento.

  • Investe Jovem

Apoia projetos de criação de empresas apresentados por jovens desempregadas/os, através de:

  • apoio financeiro ao investimento
  • apoio financeiro à criação do próprio emprego
  • apoio técnico para reforçar competências na área do empreendedorismo e para a estruturação do projeto.
  1. Estágios

Estágios, com a duração de 9 meses, durante os quais as/os desempregadas/os vão pôr em prática, e melhorar, as suas competências numa determinada profissão. Desta forma, aumentam as probabilidades de conseguirem um emprego nessa área.

  1. Apoios à mobilidade geográfica

É um apoio financeiro dado aos desempregadas/os que aceitem um emprego ou criem o seu próprio emprego longe de casa. Destina-se a facilitar a sua deslocação.

  1. Emprego-inserção

Trata-se de fazer trabalho socialmente necessário enquanto não surgem outras alternativas de trabalho ou formação profissional. Este trabalho é desenvolvido em entidades sem fins lucrativos e destina-se a desempregadas/os que estejam a receber o subsídio de desemprego ou o rendimento social de inserção.

  1. Reabilitação profissional

Existe um conjunto de medidas para apoiar a qualificação e o emprego das pessoas com deficiência e incapacidade.

  1. Incentivo à aceitação de ofertas

Este apoio financeiro procura compensar as/os desempregadas/os que queiram aceitar uma oferta de trabalho que ofereça um salário inferior ao subsídio de desemprego que estão a receber.

  1. Inscreva-se num serviço de emprego da rede do IEFP, se ainda não estiver inscrito.
  2. Demonstre o seu interesse em beneficiar de um destes apoios e verifique se reúne as condições necessárias.

Consulte a página Apoios ao Emprego do portal do IEFP para conhecer cada um dos apoios em detalhe e saber se reúne as condições necessárias para beneficiar de algum deles.

Na página Modalidades de Formação encontra ainda apoios para receber formação em diferentes áreas profissionais.

Entidade responsável por este serviço

Serviços relacionados